Antes de mais é nessessário definir o que é geração de leads. Gerar leads é uma forma de criar oportunidades de negócio para a sua empresa, melhor explicando é obter informações de um possível cliente (nome, email, telefone, cargo que ocupa entre outros.) em troca de uma oferta gratuita de valor (conteúdo educativo, ferramenta, template, avaliação, pedido de orçamento, demonstração do produto/serviço etc.).

Por que a geração de Leads é importante

A Geração de leads é importante porque ele permite oferecer conteúdo útil ao seu cliente, independentemente do momento de compra em que ele esteja, é preciso falar coisas interessantes para que os potênciais clientes continuem interessado em colaborar consigo, e uma dos metodos eficientes é a criação de landing pages para capturar as informações de contacto dessas pessoas e, ao longo do tempo, nutri-las para tentar transformá-las em oportunidades e vendas.

O porquê da Landig Page?

As Landing Pages são, por si só, páginas criadas com o objetivo de levar a uma conversão e gerar Leads. Mas por que as Landing Pages são necessárias? As páginas do seu site não são suficientes? Vamos falar sobre o momento em que um visitante chega até a página inicial do seu site. Esse tipo de página tem o objetivo de dar uma visão geral sobre o seu negócio, então é comum que contenha um menu superior com botões que levam até páginas variadas, como contato, institucional, notícias, dentre outras. As Landing Pages, por outro lado, possuem um objetivo específico e por isso têm um papel importante na hora de transformar visitantes em Leads. Para uma Landing Page funcionar, além de seguir uma série de boas práticas, ela precisa de algo essencial: uma oferta. Existem basicamente dois tipos de oferta: as indiretas e as diretas.

Ofertas indiretas

São voltadas às etapas mais iniciais da jornada de compra e não falam diretamente de solução ou de produto. Normalmente, essas ofertas são conteúdos educativos que fazem parte da jornada de compra de um Lead. Exemplos de ofertas: eBooks, webinars, hangouts, kits, templates, ferramentas, quizzes, pesquisas, estudos e outros formatos de materiais ricos.

Ofertas diretas

São aquelas bem voltadas à compra. Costumam trazer resultado quando são acessadas por um Lead que já tem noção do problema que enfrenta e sabe qual é a solução para esse problema, ou seja, está pronto para conversar com um vendedor ou considerar a compra de um produto. Exemplos de ofertas: trial de produtos/serviços, venda de produtos/serviços, promoções, descontos, formulário de contacto, avaliações, diagnósticos etc.

Como gerar Leads com as principais redes sociais de forma orgânica Como gerar Leads com as principais redes sociais de forma orgânica

Para conseguir um alcance maior e mais qualificado e extrair o maior resultado desses canais, é interessante que você conheça as personas – ou seja, uma representação fictícia da sua audiência – que fazem mais sentido para o seu negócio.

Facebook

Olhando sem o devido cuidado, o Facebook pode parecer interessante apenas para empresas B2C. Entretanto, essa rede social pode ser uma fonte valiosíssima de geração de Leads por 4 grandes motivos:

– Quase todo mundo está lá (possui mais de 1 bilhão de usuários ativos);

– Ele permite segmentações poderosas;

– Supera todas as outras redes em termos de engajamento;

– Há mais de 1,5 bilhão de pesquisas diárias no Facebook.

No Facebook, é possível explorar diversos tipos de conteúdo: posts de blog, Landing Pages, ofertas de produtos/serviços ou concursos que sua empresa realizar.

Além disso, também tem suporte a diversos formatos de conteúdo, como imagens, vídeos etc., cada um mais adequado a um objetivo diferente.

Para ilustrar, seguem 2 formas de utilizar o Facebook para a geração de Leads:

Gerar conteúdo para os grupos do Facebook possui diversas vantagens, entre elas:

– É uma fonte gratuita;

– Ela pode ser extremamente segmentada, inclusive demograficamente;

– É fácil manter a cadência do seu planejamento de conteúdo;

– Hoje há mais de 1 bilhão de grupos no Facebook.

Postagem na sua fan page do Facebook

Clássico, mas que funciona. É o canal em que você pode falar de forma mais próxima com seu público, já que ele optou por curtir você. Com as postagens em sua fan page, você pode direcionar o seu tráfego para páginas de conteúdo (Blog), para Landing Pages e para ofertas específicas. Uma dica é explorar as segmentações que o Facebook permite: idade, interesse, localização, linguagem e outras possibilidades de se segmentar demograficamente. Não basta criar um post genérico: lembre-se da importância de se ter uma comunicação exclusiva para cada persona.

Outra dica importante é atentar-se ao horário da publicação e à quantidade de vezes que você publicará por dia: determine uma quantidade mais ou menos fixa de posts/dia e faça testes para descobrir qual é o melhor horário para você postar nas redes sociais.

LinkedIn

A maior rede social B2B do planeta não poderia ficar de fora dessa lista, não é mesmo?

No LinkedIn, você pode tanto ter um perfil pessoal e gerar conteúdo na rede, tornando-se referência no assunto sobre o qual você fala, quanto ter uma company page voltada exclusivamente para a sua empresa. Muito mais do que uma rede social desenhada para facilitar o networking entre profissionais de negócios, o LinkedIn precisa ser visto como uma plataforma de interação entre pessoas influentes do mundo todo. Esse é o seu maior diferencial: conectar, de maneira única e simples, profissionais de diferentes nichos e interesses.

Geração de conteúdo na plataforma de publicação do Linkedin

A geração de conteúdo no LinkedIn tem cada vez mais adeptos e sua principal vantagem é a facilidade de alcançar, através da rede, o público que tem interesse em seu assunto.

Diferente de apenas compartilhar um link com seus contatos e direcionar o tráfego para seu site, produzir um conteúdo no LinkedIn permite que seu alcance aumente dentro da rede e, caso consiga um bom engajamento inicial, ainda há a possibilidade de ser “promovido" para o Pulse, portal de conteúdo do LinkedIn.

Mas é importante que, por mais interessante que isso possa ser, você também mantenha seu conteúdo em um blog e compartilhe esses materiais no LinkedIn. Isso é igualmente relevante para criar sua própria audiência e assim gerar mais Leads.

Como gerar Leads com mídia paga

Vamos supor que você tenha uma loja em um shopping. Você não precisa pagar para divulgá-la.

Porém, vai estar no mesmo nível que todas as outras concorrentes. Com a geração de Leads, ocorre um efeito semelhante.

Ter uma página no Facebook e não divulgá-la, por exemplo, é a mesma coisa. Lembre que mesmo que sua empresa gere Leads de forma orgânica, muitas outras também já trabalham desta maneira. Por isso, investir em mídias pagas é uma forma de destacar seunegócio frente aos concorrentes e acelerar a geração de Leads e vendas.

Como gerar Leads com Email Marketing

Newsletters

As newsletters geralmente são enviadas para toda a base de contatos – ou apenas para uma parte que demonstrou interesse especial – de forma periódica, e a característica principal deste tipo de campanha é a variedade de conteúdo.

Essa variedade é justamente um dos pontos mais importantes, pois a newsletter é um tipo de email que atinge Leads em todos os estágios do funil de vendas.

Existem muitas outras formas de gerar lead, como não pretendemos fazer um artigo muito extenso, vamos terminar por aqui.